Pesquisar este blog

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Macacos e Pererecas

"No mundo animal
'ixéste' muita putaria" , Dinho
Descobri que algumas características consideradas “tão” humanas não são exclusivas de nós, humanos. A vontade de fazer sexo, sem qualquer relação com a reprodução, é uma delas! A outra, bastante entristecedora é que nós, as hienas e os chipanzés –apenas- somos capazes de nos reunir para matar outros membros da mesma espécie. Mas falemos de vida, e vida, é diversão!

Além de nós, os golfinhos e os bonobos também apreciam o sexo como forma de interação social e diversão, apenas!  Bonobos, para quem não sabe –e eu descobri hoje- são uma espécie de chipanzé, conhecidos pelo seu jeito dócil de ser. Franz de Wall, um holandês que estuda primatas, afirma que “o sexo tem grande impacto sobre as relações sociais dentro do bando de bonobos”. Achei fofo saber que há bichinhos –tirando os cachorrinhos tarados por pés de mesa- que adoram sexo.  

E esses macaquinhos vão além, parece que eles realmente são criativos no campo sexual, para eles o sexo que funciona como instrumento de compensação da agressividade e faz o papel de agente reconciliador (já ouviram falar no slogan “Não brigue, faça amor”?). A biologia explica... as fêmeas da espécie são atrativas e ativas sexualmente durante quase todo o tempo. 

Me surpreendeu ainda mais descobrir que os macacos são tão, mas tão parecidos com os humanos, que usam também ferramentas e apetrechos sexuais! Outro primatologista, William McGrew, publicou na revista Science um estudo no qual revela que entre os mais de 20 itens –ferramentas- que os chipanzés usam, as utilidades atribuídas para cada variam de "diversas funções da vida cotidiana, incluindo subsistência, socialização, sexo e sustento pessoal".

Para que a imaginação não vá muito longe, o estudioso explica: "Os machos basicamente precisam atrair e reter a atenção das fêmeas, para isso eles usam folhas"... E aí vem a descrição da cena erótica... “O macho apanha uma folha, e se senta em algum lugar no qual a fêmea possa vê-lo. Ele abre as pernas de modo a que a fêmea possa ver sua ereção, e rasga a folha aos poucos, jogando no chão os pedaços que arranca. Às vezes ele precisa fazer isso com meia dúzia de folhas antes que ela perceba", e aí vocês já sabe, começa a brincadeira.

Bom, mais elaborado do que usar uma folha, foi o que esse outro macaquinho aqui –assumo que é um bonobo- fez. Choquei quando recebi o vídeo...  (cenas fortes)

6 comentários:

Drica disse...

Gata, saudade do seu blog! Sim, o nosso problema sempre será a questão da censura social!
Te amo!

Drica disse...

Gata, saudade do seu blog! Sim, o nosso problema sempre será a questão da censura social!
Te amo!

Anônimo disse...

garotada tem tempo pra aprender, o duro é ver repórter pronunciando Av.Anhaia Melo. Sai, no mínimo, nhãnháia. Jamais aprenderão,porque abrem a primeira vogal e aí fica impossível pronunciar ãnháia. kkkkkkk

Renata D´Elia disse...

Here we are, the bonobos.

Anônimo disse...

que pesquisa interessante... é científico dizer então que alguém é "mal-comido", quando este ser apresenta uma agressividade exacerbada e um mau humor latente? hahah
mari pucci

Camila disse...

mari, acho que sim!